O Campeonato Gaúcho completou 100 anos e o Grêmio foi o vencedor da 100ª edição, levantando o 38ª título de sua história. Um marcante período dessa história foi na década de 60, quando o Grêmio foi o primeiro time heptacampeão estadual, no ano de 1968. Logo depois, curiosamente o Inter também teve a sequência de sete títulos seguidos, que nunca mais foi repetida. 

O início 

O Grêmio poderia ter alcançado um feito ainda maior se não tivesse perdido o campeonato de 1961. Anteriormente, de 1956 a 1960, o Tricolor foi o pentacampeão gaúcho com o comando de Foguinho, e nomes como Onete, Sérgio, Airton “Pavilhão”, Nelci, Altino, Élton, Figueiró, Calvet, Ênio Rodrigues, Hercílio, Gessy, Juarez, Mílton e Vieira, entre outros. 

Hegemonia 

O Grêmio retomou a hegemonia do futebol gaúcho no ano seguinte, e começou novamente a empilhar os títulos em sequência. A primeira taça foi conquistada apenas em 1963, por conta de um jogo extra que definiria o Gaúcho de 1962. No jogo desempate, o Grêmio ganhou do Inter por 4 a 2, no Estádio Olímpico, com gols de Ivo Diogo (2), Joãozinho e Vieira.

1962 – Equipe Campeã

A última taça do heptacampeonato foi em 1968, mais precisamente em 25 de julho daquele ano. A conquista por antecipação do título gaúcho foi comemorada em partida contra o Juventude, no Estádio Olímpico. Após o empate em 0 a 0 o Grêmio conquistou seu sétimo título seguido naquele que foi chamado de Campeonato de Ouro em alusão à comemoração dos 50 anos da Federação Gaúcha de Futebol. 

Título Invicto 

Nesse meio tempo, o título que ficou muito marcado foi o de 1965. O Grêmio conquistou seu décimo sexto título na competição ao terminar na primeira colocação do certame de forma invicta, isto é, sem perder um jogo sequer. Naquele ano, foram 22 partidas, 20 vitórias e dois empates. A campanha teve 46 gols marcados e apenas 9 sofridos. O Grêmio só voltou a repetir uma conquista invicta nesta temporada atual, após 54 anos.

Equipe Campeã – 1965

Freguês 

Neste período, o rival colorado foi o maior perseguidor do Grêmio, porém, ficou com o vice-campeonato seis vezes. Apenas em um ano, em 1965, o vice-campeão foi um time diferente: o Juventude. 

Craque 

Um dos grandes nomes do Grêmio era Alcindo, considerado por muitos o maior atacante da história. Ele foi artilheiro do Gauchão com 21 gols em 1965 e com 12 em 1968. Alcindo Martha de Feitas, o “Bugre”, com 264 gols, é o principal artilheiro de todos os tempos do clube. 

Gremio Heptacampeão